Trabalho

"Meus trabalhos são caracterizados por bom ambiente, seriedade e dedicação. Busco montar equipes modernas, equilibradas e vencedoras."
                                                                                                                                                          Caio Júnior

Biografia

 De atleta vitorioso e disciplinado a treinador com uma ascensão meteórica. A experiência construída no comando dos clubes brasileiros e no exterior o coloca como uma referência no esporte e um exemplo de profissional.
0
Jogos
0
Vitórias
0
% Aproveitamento

  Mídia

 

CARREIRA

 

Grêmio

Inicia sua história no futebol nas divisões de base do Cascavel, sua cidade natal. A arrancada na carreira é dada no Grêmo, onde atua de 1985 a 1987. Jovem, chega a morar no Olímpico.
Leia mais

Vitória de Guimarães

O sucesso instantâneo abre caminho para o mercado europeu. São oito anos em Portugal. Com Vitória de Guimarães conquista a Supertaça de Portugal 87/88.
Leia mais

Estrela da Amadora (Portugal)

O título da II Liga (2.ª Divisão) vem com o Estrela Amadora. Na vida pessoal comemora a chegada de Matheus.
Leia mais

Internacional

No retorno ao Brasil, toma o caminho vermelho em Porto Alegre e veste a camisa do Inter. Só não muda a sua rotina de conquistar títulos. É a vez de comemorar mais um Gauchão, o de 1994.
Leia mais

Belenenses (Portugal)

O ano seguinte inclui uma nova incursão por Portugal para defender, desta vez, o Belenenses.
Leia mais

Novo Hamburgo

Em 1996 regressa ao país em definitivo. Defende o Novo Hamburgo na conquista da Segunda Divisão Campeonato Gaúcho.
Leia mais

Paraná Clube

Único reforço de peso para a disputa do Paranaense 1997, não é uma unanimidade entre os paranistas por causa da idade. O tempo, o talento e os gols se encarregaram de acabar com a desconfiança e ainda o colocam na galeria de ídolos do Paraná Clube.
Leia mais

Lousano, Iraty, XV de Piracicaba

Durante o ano de 1998 defende 3 clubes: Lousano, Iraty e XV de Piracicaba. Já em fim de carreira tem passagens relâmpagos pelo interior de São Paulo e do Paraná.
Leia mais

Rio Branco de Americano

Em 1999 encerra a trajetoria como atleta no Rio Branco de Americana, em São Paulo.
Leia mais

Coritiba (Supervisor de futebol)

Caio Júnior inicia sua jornada fora dos gramados na mídia esportiva. Aquele mesmo jogador sempre lúcido e coerente nas entrevistas empresta seu talento, experiências e competência ao rádio e aos programas de tevê.
Leia mais

Cruzeiro (Auxiliar)

O trabalho ao lado do técnico Ivo Wortmann no Alto da Glória lhe abre caminho para ser o auxiliar do comandante no Cruzeiro, em 2001.
Leia mais

Paraná Clube

Sua passagem pelo Paraná como atleta rende um convite da diretoria para dirigir os juniores do Tricolor. Em 2002 é convocado a assumir o comando profissional no lugar de técnico Otacílio Gonçalves, com o desafio de livrar a equipe da degola, há dez rodadas do fim da disputa.
Leia mais

Cianorte

Os holofotes de todo o país se voltam a Caio Júnior em 2005. A democrática Copa do Brasil coloca frente a frente o poderoso Corinthians e o modesto Cianorte, que havia conquistado o título do interior paranaense em 2004.
Leia mais

Paraná Clube

Em 2006 volta ao Tricolor paranaense para escrever a história da melhor campanha da equipe no Campeonato Brasileiro. Sem as crises frequentes fora de campo, um time competitivo e o apoio da torcida, o treinador coloca o Paraná na tão almejada Libertadores da América.
Leia mais

Palmeiras

A surpreendente campanha no Paraná desperta a cobiça de grandes clubes do futebol brasileiro. Caio é anunciado como o novo técnico do Palmeiras. Cumpre o desafio de reestrutrar o time marcado pela desgastante briga contra o rebaixamento na temporada anterior.
Leia mais

Goiás

Em 2008 é contratado pelo Goiás, onde é vice-campeão goiano.
Leia mais

Flamengo

Ao perder Joel Santana para a seleção da África do Sul, o Flamengo busca um perfil diferente e mais moderno para dirigir o time. Caio Jr é apresentado pelo próprio antecessor.
Leia mais

Vissel Kobe (Japão)

Em 2009, faz o seu primeiro registro internacional na carreira de treinador, à frente do Vissel Kobe. Uma experiência profissional extracampo.
Leia mais

Al Gharafa (Catar)

Durante o trabalho no Japão, Caio recebe proposta para comandar o Al Gharafa, do Catar, que acabara de investir pesado na contratação de Juninho Pernambucano. Um encaixe eficiente: três títulos e o prêmio de melhor treinador do país.
Leia mais

Botafogo

Em 2011 Caio Jr retorna ao Brasil para atender ao convite do Botafogo. Comanda o envolvente quarteto ofensivo formado por Elkesson, Maicossuel, Herrera e Loco Abreu, responsável por manter a equipe entre as primeiras do Brasileiro na maior parte da competição.
Leia mais

Grêmio

Em 2012 volta ao time que o revelou. O Grêmio havia falhado na tentativa de tirar o Internacional da Copa Libertadores. O consolo vem com a contratação de Caio Júnior, nome predileto da diretoria.
Leia mais

Al Jazira (Emirados Árabes)

Seu sucesso no mundo árabe lhe dá oportunidade no Al Jazira, substituindo Abel Braga. Com Ricardo Oliveira no ataque, conquista o título na Copa do Presidente, nos Emirados Árabes.
Leia mais

Vitória-BA

De novo no Brasil, grava seu nome no futebol baiano. Após uma passagem breve pelo Bahia, Caio Júnior traça o caminho para o seu primeiro título no Brasil como treinador.
Leia mais

Al Shabab (Emirados Árabes)

Após uma breve passagem pelo Criciúma, volta ao mundo árabe para comandar o Al Shabab e logo fatura o título da Copa do Golfo, contra times de sete países da região.
Leia mais

 

Galeria

NOTÍCIAS

VER MAIS

Contato

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

+55 (41) 9976 4020

Av Cândido de Abreu, 469.
Curitiba, Paraná- Brasil